ePrivacy and GPDR Cookie Consent by Cookie Consent
  • Selecione Seu Idioma

Setembro Amarelo Uma campanha que salva vidas

O Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio é comemorado desde 2003, anualmente, no dia 10 de setembro, e por este motivo o mês é marcado por diversas campanhas e ações que envolvem o assunto e buscam conscientização da população. No Brasil, a campanha Setembro Amarelo foi criada em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Associação Brasileira de Psiquiatria e o Concelho Nacional de Medicina.

O objetivo da campanha é prevenir e reduzir o número de suicídios, que só no Brasil chega a 12 mil por ano. Mas este não é um problema só do Brasil, no mundo são cerca de 800 mil pessoas que tiram a própria vida, esta é a 2ª maior causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos.

O suicídio já é considerado um grande problema de saúde pública, já que tem um efeito dominó, que envolve não apensas os indivíduos, mas também os familiares, amigos e a comunidade em torno desta pessoa.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), afirma que o suicídio tem prevenção em 90% dos casos. A campanha Setembro Amarelo, vem como uma estratégia de tornar o assunto mais aberto para que mais pessoas que passem por algum problema e que leve a pensamentos suicidas, possam procurar ajuda.

Hoje, existem diversos canais que atendem e auxiliam o indivíduo que esteja passando por esta situação, mais um ponto a ser destacado, é que somente profissionais especializados devem orientar com propriedade e atender essas pessoas, o mais importante é lembrar que todos podem acolher, mas o atendimento e o tratamento são realizados por um profissional da área.

No Brasil, na rede pública de saúde temos os Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), onde é possível marcar consulta com psiquiatra ou psicólogo. Além disso, o CVV tem uma rede de apoio emocional e preventivo do suicídio, qualquer pessoa pode ligar no número 188.

O tema do Setembro Amarelo deste ano é “Agir e salvar vidas”. É importante que ações e debates sobre o tema não se limitem somente ao mês de setembro, mas sim ao ano todo. Incentivar os cuidados com a saúde mental tem que ser um ato constante.